Top Nascimento Milton Lyrics

Facebook
Twitter
Problem melden

Bola De Meia, Bola De Gude Songtext

(Milton Nascimento/Fernando Brant)
Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coraçao
Toda vez que o adulto balança
Ele vem prá me dar a mao
Há um passado
No meu presente
Um osl bem quente lá no meu quintal
Toda vez que a bruxa me assombra
O menino me dá a mao
E me fala de coisas bonitas
Que eu acredito que nao deixarao de existir
Amizade, palavra, respeito, caráter,
Bondade, alegria e amor
Pois nao posso, nao devo, nao quero
Viver como toda essa gente insiste em viver
E nao posso aceitar sossegado
Qualquer sacanagem ser coisa normal
Bola de meia
Bola de gude
O solidário nao quer solidao
Toda vez que a tristeza me alcança
O menino me dá a mao
Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coraçao
Toda vez que o adulto fraqueja
Ele vem prá me dar a mao
Fernando de Paula Junior
News
Sasha: Ehrliches Geständnis über seinen Vater
Vor 1 Tag
Sasha: Ehrliches Geständnis über seinen Vater
Sara Kulka wirbt für Verständnis für Angstpatienten
Vor 7 Stunden
Sara Kulka wirbt für Verständnis für Angstpatienten
Nascimento Milton - Bola De Meia, Bola De Gude
Quelle: Youtube
0:00
0:00
Made with in Berlin
© 2000-2021 MusikGuru